Archive for junho \30\UTC 2009

Brasil vai de Jaked

junho 30, 2009

Informação lida no blog do Coach, o melhor do Brasil.

“A Water Planet, empresa patrocinadora oficial da CBDA, anunciou uma parceria com a empresa italiana Jaked. A primeira ação desta parceria será o fornecimento de dois trajes para cada atleta da equipe brasileira que vai ao Mundial de Roma, tanto da natação como das águas abertas”.

jaked

Pois é, como ninguém é bobo nem nada, a maioria já iria nadar com o traje mesmo, nada mais justo que um acordo entre a CBDA e a Jaked. Dessa vez todos terão seus trajes sem problemas com filas na distribuição ou coisa assim. Pelo menos nesse quesito, os nadadores saíram ganhando.

Anúncios

Head coach da Grã-Bretanha alfineta a FINA

junho 29, 2009

O head coach da Grã-Bretanha, Dennis Pursley acusou a FINA de transformar o Campeonato Mundial em “um circo” após a sua meia-volta sobre os planos para proibir alguns trajes.

A FINA admitiu no início desta semana que tinha cedido à pressão das empresas frabricantes dos trajes.

                                    

A decisão poderá prejudicar a perspectiva de medalhas da Grã-Bretanha em Roma no próximo mês, como muitos atletas na equipe estão contratualmente vinculados aos trajes da Speedo que foram concebidos antes da introdução dos trajes de poliuretano.

Pursley disse que: “Vai ser um circo, vai ser uma atmosfera de zoológico. A maioria dos meios de comunicação vão dar mais foco aos trajes. Eu acho que é extremamente lamentável.”

Pellegrini bate o recorde dos 400m livre

junho 28, 2009

A italiana Frederica Pellegrini bateu o recorde dos 400m livre durante a etapa dos Jogos do Mediterrâneo realizado em Pescara, na Itália. Pellegrini chegou bem perto de nadar abaixo da barreira dos 4 minutos, fechando a prova com 4.00.41. O recorde anterior era da britânica Joanne Jackson com 4.00.66 estabelecido em março desse ano em Sheffield. Frederica que é a atual recordista mundial na prova dos 200m livre nadou com o polêmico maiô Jaked, mesmo sendo patrocinada pela Mizuno.

Britta Steffen bate mais uma vez o recorde dos 100m livre

junho 28, 2009

Não bastasse quebrar o recorde mundial dos 100m livre durante as eliminatórias da seletiva alemã para o Campeonato Mundial, Britta Steffen voltou a baixar ainda mais seu tempo nas finais. Agora ela fechou a final com 52.56.

Outra nadadora alemã que também estabeleceu nova marca mundial foi Daniela Samulski na prova dos 50m costas com 27.61, nadando com o novo traje da Adidas, assim como Britta Steffen.

Jaked diz: Pellegrini pode optar por deixar de usar nosso traje

junho 26, 2009

A campeã olímpica dos 200m livre, Federica Pellegrini pode optar por não utilizar a o traje da equipe italiana, Jaked 01, no próximo mês no Campeonato Mundial em Roma.

 Os polêmicos trajes, cujo os usuários utilizaram para quebrar vários recordes, foram finalmente aprovados nesta semana a FINA, mas Pellegrini, desde então, manifestou a sua inquietação sobre tudo isso.

“A Jaked autoriza a Federação Italiana de não obrigar a qualquer nadador a usar o traje”, anunciou uma declaração.

Protesto da TYR

junho 25, 2009

A TYR emitiu uma declaração que adverte a FINA, que não só ultrapassou os limites da reunião de Dubai e ajudou a criar um desnível nas competições, mas também pode criar um risco de boicote pelos principais atletas ao Campeonato Mundial em Roma.

                 

A TYR alega que as marcas que tiveream os trajes reprovados fizeram modificações nos mesmos para serem aprovados porém a Jaked não mudou nada em seu modelo 01, que continua o mesmo de antes, totalmente feito poliuretano.

Novo recorde feminino dos 100m livre

junho 25, 2009

A nadadora alemã Britta Steffen bateu nesta quinta-feira o recorde mundial dos 100m livre, com a marca de 52s85. Ela diminuiu em três centésimos o tempo da antiga recordista, a australiana Lisbeth Trickett. No entanto, Steffen não se mostrou tão empolgada com seu feito por ter usado um dos supermaiôs durante a prova.

– Não estou eufórica demais, porque muitos outros recordes mundiais cairão. No próximo ano, não será permitido (nadar com os maiôs espaciais), o que é bom. Esta guerra de materiais destrói a natação – disse.

Britta Steffen se refere à polêmica quanto ao uso dos maiôs espaciais. Embora tenha liberado alguns deles em lista recentemente, a Federação Internacional de Natação (Fina) deve apresentar novas regras para a disputa do esporte em janeiro de 2010, e espera-se que os supermaiôs voltem a ser proibidos.

João Havelange, o nadador

junho 24, 2009

Jean-Marie Faustin Godefroi de Havelange, ou simplesmente, João Havelange, dispensa apresentações.

Havelange foi nadador, jogador de pólo aquático (na ante-sala de seu escritório um troféu de natação se destaca no ambiente), dirigente esportivo no Brasil, presidente da Federação Internacional de Futebol, a FIFA por 24. Recebeu em Praga, um título de decano do Comitê Olímpico Internacional por ter completado 40 anos como membro da entidade máxima do esporte olímpico. Ele também é o único grande benemérito estatutário da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos, ou seja, que consta no estatuto da entidade.

“Meu vínculo maior sempre foi com a água. Foi onde tudo começou. Fui nadador e jogador de pólo aquático. Fui campeão carioca, paulista, brasileiro e sul-americano de natação. Também fui campeão carioca, paulista e pan-americano de pólo aquático. Fiz cinco travessias em São Paulo. Era uma prova de seis quilômetros no Rio Tietê! Fui aos Jogos Olímpicos como nadador, aos 20 anos, em 1936, e nadei os 400m e 1500m livre. Maria Lenk estava nesta viagem. Não havia aviões como hoje e fomos de navio. Foram 21 dias para chegar ao porto próximo a Hamburgo. Chegamos em condições difíceis e não conseguimos passar às finais. Em 1952 fui outra vez os Jogos, mas desta vez como jogador de pólo aquático, que eu já praticava desde 1935. Tive a honra de participar dos Jogos Olímpicos e me orgulho muito da minha origem na natação e no pólo aquático”.

  Havelange e seu “bodysuit”

A Liga Européia anula a aprovação dos trajes para o Campeonato Júnior

junho 24, 2009

A Liga Européia de Natação, considerou melhor ignorar as últimas capitulações da FINA para adequação dos trajes. O Campeonato Europeu Júnior em Praga no próximo mês não vai permitir que o Jaked01, o X-Glide, a Aquaforce Zero ou quaisquer outros trajes que não foram aprovados pela FINA em 19 de maio.

                     

 

Aqui está a notícia, já que foi enviado às federações e aqueles ligados a LEN:

O usso dos trajes no Campeonato Europeu Junior de Natação em Praga (CZE), de 8 a12 julho de 2009.

Caros Amigos,

Com a Carta Circular de 1 jun 2009, a LEN informa sobre o procedimento para a utilização dos trajes no Campeonato Europeu Junior de Natação em Praga (CZE), de 8 a12 julho de 2009.

Mesmo que a FINA já tenha publicado uma lista adicional de trajes aprovados, a LEN vai manter a lista que a FINA divulgou em 19 de maio de 2009 (revista dia 25 de 2009). A razão para a manutenção da lista de 19 de maio 2009 é que não podemos esperar que todos os trajes que acabam de ser aprovadas esta semana estejam disponíveis para todos os atletas em Praga (CZE).

É objetivo da LEN, manter o Campeonato o mais justo quanto possível para todos os concorrentes. Pedimos a cooperação de todos.

Søren Korbo, presidente LEN TSC [e aprovação comissão de trajes da FINA].

Nota oficial da USA Swimming

junho 23, 2009

A USA Swimming emitiu uma declaração oficial a respeito da sentença da FINA sobre os trajes, publicada ontem, segunda-feira.

Declaração do presidente, Jim Wood da USA Swimming sobre a sentença da FINA sobre os trajes:

A USA Swimming se mantém firme em seu desejo de preservar a integridade do esporte e, por essa razão, vamos continuar insistindo nas restrições na tecnologia dos trajes. Estamos muito desapontados com a decisão da FINA liberada segunda-feira, mas, a fim de manter as regras da USA Swimming, em conformidade com as do órgão internacional, vamos adotar imediatamente a lista de trajes aprovados. Encorajamos a FINA a examinar cuidadosamente esta questão, a fim de garantir o melhor futuro possível para o nosso esporte.

                          

 

Parece que a decisão da FINA tem opinião unânime. De alguma, forma todos estão contra.